Notícia
NTC avalia impacto do aumento do diesel no frete
Postado em: 02/10/2015
NTC avalia impacto do aumento do diesel no frete
O Departamento de Custos Operacionais, Estudos Técnicos e Econômicos da NTC&Logística (DECOPE) divulgou dia 30 de setembro estudo sobre o aumento do diesel no custo do frete. Os 4% anunciados pela Petrobras na noite de ontem, válidos a partir de hoje, podem ter um impacto de até 1,27% no valor do custo final do transporte rodoviário de carga.

Coordenado por Neuto Gonçalves dos Reis, diretor técnico da NTC, o cálculo considerou apenas custo operacional do caminhão, não despesas administrativas, ou seja, o custo da transferência da carga lotação (carga completa) em um caminhão trator 4x2, tracionando semirreboque furgão de 3 eixos. Este é o modelo de veículo mais comum em fretes de longas distâncias.

Confira abaixo o impacto relativo a cada distância:





Frete Defasado

Em agosto deste ano, o DECOPE divulgou estudo sobre a defasagem do frete, que apontou uma diferença de 10,14% entre os fretes praticados e os custos efetivos da atividade.

A pesquisa foi realizada com mais de 300 empresas do setor de transporte rodoviário de cargas e o número foi definido reunião do Conselho Nacional de Estudos em Transporte, Custos, Tarifas e Mercado – CONET, em Florianópolis.
Além da defasagem, a pesquisa afirma que 80% dos empresários consideram uma piora na situação das empresas quando comparadas ao ano anterior, sendo que 84% dos pesquisados indicam queda nos negócios, devida, principalmente, à menor demanda e volume de carga, aumento dos custos e diminuição do frete.

A defasagem no frete tem sua origem tanto no acúmulo das defasagens quanto na inflação dos insumos que compõem os custos, sendo o combustível e a mão de obra, os que mais pesam na conta.


Sobre a NTC&Logística

Fundada em 1963, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) é uma entidade civil que representa as empresas de transporte de carga e logística em todo o Brasil. Constituída por mais de três mil empresas associadas, a entidade defende a categoria frente aos órgãos e autoridades governamentais, a fim de informar as deficiências e discutir melhorias para o setor. Oferece, também, orientação técnica, política, jurídica e institucional às empresas associadas e a um complexo sistema de representação formado por outras entidades de classe empresarial.

Fonte: NTC&Logística


Voltar!