Notícia
Projetos e obras rodoviárias apresentados no Almoço Executivo
Postado em: 11/09/2019
Projetos e obras rodoviárias apresentados no Almoço Executivo

Quem marcou presença na edição de setembro do Almoço Executivo do Transcares ficou a par de um assunto que é de fundamental interesse para quem opera no segmento de transporte rodoviário de cargas e logística: os cenários de projetos e obras rodoviárias federais, que estão sob responsabilidade do Dnit-ES. O palestrante convidado do presidente Marcos Furtunato foi o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Romeu Scheibe Neto, que levou ao público informações sobre as quatro grandes obras que estão sendo tocadas por sua equipe.


 


O assunto escolhido para ser debatido no encontro do mês levou ao Salão de Eventos empresários, autoridades e parceiros do sindicato. Estavam lá, além do vice-prefeito de Cariacica, Nilton Basílio, os diretores do Transcares Fernando De Marchi, Liemar Pretti e Marco Zon, o subsecretário de Integração Institucional da secretaria de Estado de Segurança Pública, Guilherme Pacífico, o superintendente da Fetransportes, Edinaldo Ferraz, o superintendente do SETPES, Jaime C. de Angell, Joceni Calezani, Presidente do Sindliqesi e os delegados de Polícia Civil Rafael Correa (chefe da Divisão de Repressão aos Crimes Patrimoniais), Gabriel Monteiro (delegado de Combate a Roubo de Cargas), Breno Andrade (Delegacia de Combate a Crimes Cibernéticos).


 


Scheibe colocou para o público o “cenário complicado e desafiador” que o Dnit-ES está vivendo em função dos cortes orçamentários do governo federal. Segundo dados do Índice de Condição de Manutenção (ICM/ES), em 2016 apenas 2% das rodovias sob responsabilidade do departamento se enquadravam na avaliação Péssimo; 11% na Ruim; 56% na Regular e 31% na Bom.


Este ano, em que dos R$ 78,5 milhões solicitados para garantir a segurança da malha viária foi recebido R$ 48,3 milhões, o cenário é outro. Do total, 18% está na avaliação Péssimo, 15% na Ruim, 28% na Regular e 39% se enquadra em Bom.


 


E para ano que vem, nas palavras do superintendente, a realidade promete ser ainda mais enxuta.


 


“A cada ano que passa, a malha se degrada mais e em alguns casos não basta manutenção, é preciso intervenções maiores, de restauração. Nossa necessidade real seria de R$ 106,4 milhões, mas fizemos algumas realocações de investimentos, focando em pontos mais críticos, e chegamos a R$ 86,5 milhões de valor mínimo necessário. No entanto, o que recebemos da LOA 2020 (Lei Orçamentária Anual) foi apenas R$ 30,5 milhões para garantir, ao longo de todo o ano, manutenção de pavimentos, obras de arte especiais e obras emergenciais, sinalização, tratamento de segmentos críticos e supervisão”, explicou.


Para enfrentar a pouca receita e as muitas demandas, Neto adiantou que a equipe do Dnit-ES está detalhando os contratos e “tentando enxergar” onde podem ser feitos cortes e destacou, ainda, a articulação junto à bancada federal capixaba para que eles possam fazer aportes de recursos em projetos que sejam prioritários.


 


Obras


 


O superintendente listou as quatro grandes obras que estão sob responsabilidade do Dnit: a duplicação da BR 262, entre Viana e Victor Hugo; o Contorno de Cachoeiro (BR 482-ES); Acesso ao Terminal de Capuaba (BR 447-ES) e o Contorno do Mestre Álvaro (BR 101-ES).


 


Das quatro, ele admitiu que a duplicação do Km 53 da BR 262, com adequação da capacidade e ampliação, “virou um problema sério”, envolvendo desvio de recursos públicos, e disse que o assunto está sendo tratado no âmbito da Polícia Federal. Em função disso, no momento a obra está paralisada.


 


O Contorno de Cachoeiro, cujo objetivo principal é retirar o tráfego pesado na cidade, é considerada uma obra importante do ponto de vista logístico. Ele tem um valor contratual de R$ 76 milhões e a expectativa, segundo Neto, é que até o final do ano termine a análise do projeto.


 


A construção do Acesso Rodoviário ao Terminal de Capuaba teve início em março deste ano e a previsão é que esteja concluído em junho de 2023. Trata-se de uma outra obra estruturante que vai conectar a BR 262 ao Porto de Capuaba, em Vila Velha, melhorar os conflitos de trânsito nos municípios de Cariacica e Vila Velha, e fazer com que o Corredor Leste-Oeste seja melhor utilizado.


 


Romeu finalizou a apresentação falando sobre aquela obra que ele chamou de “menina dos olhos” do Dnit, os 19,7 Km do Contorno do Mestre Álvaro, cujo planejamento teve início em 1997, durante a construção do Planejamento Estratégico do município da Serra. A obra teve início em abril deste ano e previsão de conclusão em outubro do ano que vem.


 


Pratos da Boa Lembrança


 


Na edição deste mês do Almoço Executivo, o palestrante Romeu Scheibe Neto e o vice-prefeito de Cariacica, Nilton Basílio, foram os ganhadores  do Prato da Boa Lembrança e do livro comemorativo aos 40 anos do Transcares.


 



Voltar!