Notícia
Após paralisação, obras da BR 101 vão ser retomadas em seis cidades
Postado em: 26/10/2017
Após paralisação, obras da BR 101 vão ser retomadas em seis cidades
26.10.2017

Após meses de paralisação – e até do anúncio da própria concessionária de que a duplicação da BR 101 não sairia do papel –, as obras da rodovia vão ser retomadas a partir de hoje em alguns pontos. O anúncio foi feito pela Eco101, que administra a via, que adiantou ainda que vai iniciar a expansão de um novo trecho, localizado entre Viana e Guarapari. Ao todo, a expectativa é de que até o fim do próximo ano sejam entregues cerca de 48 quilômetros duplicados.

Os trabalhos vão ser retomados em quatro trechos que já contam com licença ambiental, nas cidades de João Neiva, Ibiraçu, Anchieta e Iconha. São áreas em que a Eco101 enfrentava dificuldades para avançar com as obras em decorrência das desapropriações e reintegrações de posse de imóveis e áreas situados às margens da rodovia.

Fato já superado, de acordo com Luis Salvador, gerente responsável pelas obras de duplicação da concessionária. “Obtivemos decisões judiciais favoráveis que nos permitirá terminar as obras sem restrições”, assinalou.

Uma das exceções ocorre em Anchieta. Lá, dos 7,4 quilômetros previstos para serem duplicados, apenas 2,5 vão ser entregues na primeira quinzena do próximo mês, segundo a Eco101. “Para o restante ainda há restrições”, explicou Salvador. Há ainda dificuldades semelhantes em relação a dois imóveis em Iconha. “Acreditamos que neste caso também vamos obter decisões favoráveis”, disse o gerente.

Em paralelo, a concessionária se prepara para duplicar cerca de 30 quilômetros entre Guarapari e Viana. “São novas obras que vão ser iniciadas e concluídas em 2018”, relatou Salvador. Ao todo serão investidos R$ 310 milhões em 2018, além de outros R$ 110 milhões em serviços operacionais (como ambulância e guincho) e com a geração de 440 empregos diretos.

A concessionária aguarda ainda que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) avalie a proposta apresentada dentro da revisão quinquenal do contrato. “Fizemos ajustes no estudo entregue anteriormente. Na proposta está contemplada a duplicação integral da rodovia e um novo cronograma de obras”, relatou o gerente.

O QUE VAI SER FEITO

Retomada das obras

João Neiva
Um trecho de 2,5 quilômetros onde será construída interseção em desnível – tipo mergulhão – no cruzamento existente na comunidade de Caboclo Bernardo, no km 206, para facilitar o cruzamento da rodovia. Entrega prevista para o primeiro semestre de 2018.

Ibiraçu
São 4,5 quilômetros. Em conjunto com a obra de duplicação será realizada retificação de traçado na pista existente entre os KMs 218 e 219 no trecho da curva do Mosteiro Zen Budista. O objetivo é adequar curvas fechadas, compatibilizando com a velocidade da via. Entrega prevista para o primeiro semestre de 2018.

Anchieta
De um total de 7,4 quilômetros a serem feitos no local, está prevista a entrega de 2,5 quilômetros até a primeira quinzena de novembro deste ano.

Iconha
Trecho de 8 quilômetros de contorno, com pista duplicada, cuja entrega está prevista para o primeiro semestre de 2018. Vão ser implantadas duas novas interseções em desnível nos extremos Norte e Sul do contorno. O objetivo é possibilitar ao motorista tanto utilizar a nova via pelo contorno quanto acessar o perímetro urbano de Iconha de forma segura. Vão ser implantadas ainda duas pontes de 40 metros sobre o rio Iconha.

Novas obras

Viana e Guarapari
Entre Viana e Guarapari, a duplicação ocorrerá a partir do trevo com a BR 262, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, numa extensão de 30 quilômetros. Será construído um novo trevo para o cruzamento em desnível entre as duas principais rodovias que cortam o Estado, a BR 101 e BR 262. Com isso, os veículos não precisarão mais parar para seguir viagem no sentido Vitória, Guarapari ou Belo Horizonte. Previsão é de que a obra seja iniciada e concluída em 2018.

Licenças ambientais

Norte
De Mucuri(BA) até a Serra, foi feito o pedido em 2014 e há uma semana o Ibama aceitou o EIA/Rima da concessionária. Vão ser Marcadas as audiências públicas e, depois, será concedida a licença prévia.

Sul
Viana até a divisa com o Rio de Janeiro, a licença foi liberada em setembro. Aguardam a análise do inventário florestal para obterem a autorização para cortar árvores e fazer o manejo de flora e fauna.

Investimentos

Obras
Vão ser aplicados R$ 310 milhões na duplicação dos 48 quilômetros com previsão de entrega até o final do próximo ano. Além de outros serviços de restauração, recuperação pontes e regularização de acostamento.

Operacional
Outros R$ 110 milhões vão ser destinados aos serviços operacionais, com guincho e ambulância, atendimento na base, dentre outros serviços.

Justiça

Desapropriações
Além das reintegrações de posse, segundo a concessionária, já foram liberadas pela Justiça na maioria dos trechos em que possuem licença para atuar. Exceção em Anchieta e dois pontos em Iconha que esperam resolver até o final deste ano.

Contrato

Revisão
A Eco101 diz que fez ajustes na proposta enviada para ANTT, que agora contempla a duplicação de toda a BR 101, com um novo cronograma de realização das obras.

Fonte: GazetaOnline


Voltar!