Notícia
Porto do Rio de Janeiro passa a exigir cadastro de transportadores
Postado em: 24/09/2020
Porto do Rio de Janeiro passa a exigir cadastro de transportadores

Visando agilizar a operação portuária para os caminhões, durante os últimos três meses, foi testado, com sucesso, o novo Sistema de Gerenciamento de Acesso Docas (SGAD), que controla o acesso terrestre ao Porto do Rio de Janeiro. A partir de agora a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) disponibiliza o cadastro online para as transportadoras pelo site http://sgad.portosrio.gov.br.


Todo o sistema de acesso ao porto será controlado digitalmente, com a emissão das permissões agilizadas. Antes do sistema informatizado, a permissão de acesso levava até sete dias para ser emitida, e era necessário requerimento presencial.


Com o sistema informatizado, o tempo para liberação da autorização caiu para apenas sete horas.


Por isso, todas as Cooperativas de Transportes Rodoviários de Cargas (CTC), Empresas de Transportes Rodoviários de Cargas (ETC) e Transportadores Autônomos de Cargas (TAC) que desejarem entregar ou retirar cargas do Porto do Rio de Janeiro deverão se cadastrar já de forma informatizada.


A medida vale para as empresas usuárias dos terminais arrendados da ICTSI Rio, Multi-Rio Operações Portuárias S/A, Multi-Car Rio Terminal de Veículos S/A, Triunfo Logística Ltda. e Terminal de Trigo do Rio de Janeiro – Logística S/A.


O prazo para inscrição no sistema vai até 31 de dezembro de 2020 no portal do SGAD. Para auxiliar no preenchimento dos dados e das documentações obrigatórias, foi disponibilizado um manual com informações, que pode ser acessado aqui.


SGAD


Os testes para implantação do SGAD para o controle informatizado do acesso terrestre ao Porto do Rio de Janeiro foram iniciados em junho deste ano. O objetivo é gerar maior eficiência para o porto e todos os envolvidos na cadeia logística de comércio exterior, pois o sistema promove ganhos significativos como mais agilidade, segurança e redução de custos.


Como Autoridade Portuária, a CDRJ definiu as regras e necessidades e validou o SGAD, desenvolvido e doado pelas empresas arrendatárias dos terminais MultiRio, ICTSI Rio e Triunfo Logística, por meio do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Rio de Janeiro (Sindoperj). O processo também teve a participação ativa da Associação Brasileira dos Usuários dos Portos, de Transportes e da Logística (Logística Brasil) e de representantes do setor de transportes de cargas.


 


Fonte: Blog do Caminhoneiro



Voltar!